domingo, 27 de fevereiro de 2011

A ira dos anjos

1 comentários

Se eu começar a resenha pelo autor nem vou precisar falar do livro, nem bem da obra.
Sidney Sheldon um dos maiores escritores da literatura estrangeira.

Uma escolha, um caminho que você toma pode traçar todo o seu futuro e não é sempre que você pode voltar atrás.
Mostra um lado da advocacia, que não vemos em filmes, novelas, onde o poder supremo é sempre o mais certo.
O que não é bem assim.

Sidney Sheldon como sempre nos deixa envolvidos com a sua historia.
Uma frase que define algumas coisas nesse livro é: “Diga com quem andas que eu te direi quem és!”.

A personagem Jennifer Parker mostra uma independência e uma garra para suas conquistas, ótima de se ver e refletir se já não estamos parados demais no mesmo lugar.

Vemos o julgamento de vários criminosos que cometeram delitos terríveis, mas sempre tinha um julgamento plausível, os ciúmes sempre eram cobertos pelas verdades dando assim para ver que todos têm a sua verdade, nenhum julgamento é tão simples quanto parece.
Às vezes, conhecemos o que aconteceu e subjugamos as pessoas sem saber o que há por trás da historia.

Lendo o livro, eu esperaria imaginar no decorrer da trama, Sidney segue alguns padrões nos seus livros, o que não agrada a todos, mas não cheguei a tal idéia do final.
O final não é emocionante, mas assim como a vida, os seus livros nem sempre terminam com finais lindos e felizes.

O que acho que temos que focar nos livros dele, não é o final, se o bem vence o mal enfim, temos que prestar atenção no decorrer da trama, em como as situações se enrolam e desenrolam, em como ele consegue fazer ligações com tanta facilidade e inteligência.

Sidney: Ou você ama ou odeia! Decida seu lado!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Cadê a famosa democracia

10 comentários

“Policia para quem precisa, polícia para quem precisa de polícia?”

Tony Belotto


Na tarde de ontem (17/02), vimos cenas ridículas da polícia militar de SP.
Tudo começou quando os estudantes resolveram fazer um protesto contra o aumento da passagem de ônibus de R$ 2,70 para R$ 3,00, a iniciativa foi fantástica e temos que seguir passos como esses, pois ver calado não funciona.


Esse tema já virou ate discussão sadia entre o blogueiro Bento e eu, pois eu acreditava que ninguém fazia protestos pelos seus direitos e ele me corrigiu dizendo que existia sim, que era só eu procurar saber sobre eles.
O protesto de ontem me serviu como prova de como ele estava certo, existem sim, protestos, o que falta é a divulgação e pessoas querendo saber sobre eles.

Digo divulgação, pois ontem quando começaram a chegar certo número de pessoas, a polícia entrou em ação e acabou com o movimento, se houvesse a divulgação de tais, vocês acham que só 3000 pessoas iriam participar?


Posso estar errada, mas creio que não.
Pesquisei sobre o assunto e vi diversos sites publicando a notícia de forma errada, como se o estudantes tivessem ido e começado a briga com a polícia o que não foi isso que aconteceu, a prefeitura já tinha sido avisada, o transito contido, tudo feito para ser uma bela forma de expressão da vontade dos jovens, mas não saiu bem como planejado, a polícia militar afirmando que tinham estudantes com bombas começou a atacar de forma covarde.


Não estou dizendo que a culpa é somente dos policias, até porque só quem estava lá sabe de quem foi à culpa realmente...


...policiais culpam estudantes, estudantes culpam policiais.


O que a TV mostra são policias covardes que só estão lá para atacar, o comandante falou em entrevista a RECORD, que eles só estavam contendo o povo, mas cenas nos mostram violência gratuita, sem qualquer motivo maior.
Ele fala com superioridade como se eles estivessem com toda a razão de agir da forma que agiram.


Dois vereadores do PT, Antonio Donato e José Américo, tentaram conter os policiais indo a caminho deles para estabelecer uma conversa e adivinha qual foi à resposta?
Mais violência.
Violência contra os próprios vereadores.
Se eles tinham razão, ela acabou naquele momento.


Se fosse um protesto para aumentar seus salários, eu duvido que fosse ter alguém contra ou atrapalhando.
Esses são os policias bem treinados?
Eu deixo minha pergunta:
Treinados para que?
Treinados para conter a desordem e quando a maior parte dela é causada por eles?


Quem contem?


Vi vídeos e teve pessoas que comentaram que os vagabundos são os estudantes que invés de arrumar emprego, fica vagabundando na rua.
E vendo a revolução falam mal os estudantes, pois falam que não tem o que fazer, pois são feitos em horário comercial e os estudantes é que deviam estar trabalhando pra poder pagar a passagem, desculpe, mas que mente má formada que estamos criando não?

Então eles impõe e é só abaixar a cabeça e pronto?


A tarifa é cara, mas a violência é gratuita!



quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

A maldição do Titã - Rick Riordan

2 comentários


Livro perfeito.
Uma mistura de ações e emoções.
O autor nos faz pensar na importância dos amigos na nossa vida e de quanto é bom ser leal a eles, mesmo que algumas vezes, isso vá contra todos.
Estou adorando a série, muito mais que uma coleção, é uma viagem para um outro mundo, mundo esse que mistura a mitologia com a realidade.
Rick descreve tão bem as batalhas e as aventuras que até podemos pensar que estamos participando de tudo aquilo, de que aquele mundo realmente exista ainda e dá até vontade de participar, não com tanta coragem quanto eles, mas...kkk.
Há momentos divertidos também e tirei algumas conclusões, uma delas é que com esse calor, Thalia deve estar dirigindo loucamente por ai (quem leu,entende).

“Os defeitos mais perigosos são aqueles que, com moderação são qualidades.”

Heróina e Vilã - Ana Carolina

1 comentários


Estenda no chão
O tapete que eu quero passar
Perca a razão
Deixe tudo pra me adorar
Ponha em minha mão
Uma pedra bonita
Eu te segredo mentiras
Você acredita
Não ouça não
O que andam falando de mim
Por puro despeito, ciúme
Inveja ou coisas assim
Perca a noção
Do perigo que espreita
Eu faço a cama na lama
E você se deita
Você vai me seguir
Sou sua heroína e vilã
Viva comigo essa noite
E esqueça o amanhã
Não diga não
Aos caprichos de uma mulher
Preste atenção
Se você realmente me quer
Em compensação
Vou mudar sua vida
Mas se você não quiser
Já estou de saída
Você vai me seguir
Sou sua heroína e vilã
Viva comigo essa noite
E me esqueça amanhã

Comentário:
Música do Dvd Registro.
A voz dela é incrivel, suas letras muito reais, não é aquelas músicas fossas, onde é uma dor toda vez que ouvimos.
Me identifico bastante com as músicas da Ana, desde as mais românticas até as mais desprendidas de qualquer sentimento.
Sou fã!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Não para de lutar !

3 comentários



Falar que não deu certo, isso nem precisa, é evidente.
Temos que ouvir quietos piadas sobre o nosso time, porque simplesmente não temos o que falar essa é a verdade.
Sim, amo meu Corinthians, amo essa torcida, quando ela se comportar como tal, mas só por causa disso não vou fechar meus olhos para o que estão fazendo com ele. Nunca fui muito ligada no que acontece dentro do clube, mas tenho saudades de quando ligávamos a TV na quarta feira, ansiosos para assistir um jogo bonito, que era jogado com garra, determinação, naquele time que assistíamos aos jogos com confiança nos treinadores, no atacante, no goleiro.



Estar em má fase e correr atrás da até para engolir, mas assistir nosso time jogar sem ao menos lutar para a vitoria é dose.
Sinto muito, mas não é isso que esperamos que fizessem com o nosso time.
Eu, sinceramente, como não sou ligada nisso, não sei se o problema esta no técnico, presidente, tanto faz sei que algo PRECISA ser feito.
Lojas, e mais oficias são criadas, produtos desde camisetas, equipamentos, Timcap – titulo de capitalização (sim já vi isso), bicicletas, mas e o futebol que tanto queremos onde fica?
Seu nome sendo manchado, de um lado por atitudes impensadas de torcedores revoltados, por outro desrespeito com os torcedores que ficam o ano todo gastando grana e essa só paga pessoas que estão se mostrando incompetentes com o seu trabalho.
Só o que tenho a falar é que eu, assim como muitos torcedores, quero meu time de volta.
Jogadores nossos que são vendidos a preços de banana e jogadores que não são tão bons assim ou que pelo menos não fazem o esforço para honrarem o salário que tem, são comprados a preços milionários.



Um membro da comunidade do Corinthians falou uma coisa bem interessante, a presidência disse uma vez que para termos jogos bons precisávamos arcar com os jogadores caros, beleza já arcamos, agora cadê os bons jogos?
E assim ficamos a ver navios.
Fui à festa do centenário no Anhangabaú, festa linda, união perfeita dos torcedores, jogadores dizendo que iam se empenhas para nos dar o título, mostrando vontade de ganhar, pena que não vimos essa vontade quando mais precisávamos dela.
E depois de tudo, ainda temos nosso nome sujo por vandalismo, por pessoas que se dizem torcedores, que dizem amor ao nosso time, mas não percebem que se essas ações pra eles são protestos, na verdade não passam de atos impensados, atos esses que não levam a nada, eu até entendo que precisamos fazer alguma coisa e ate acho que um protesto é bom para o povo ver que não estamos dormindo, mas protesto com consciência.
Protesto que cause impacto.



Pense nisso !

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Promoção: A lista de Schindler

25 comentários




Novidade no blog!
Hoje farei minha primeira promoção no blog.
Vou dar de presente para um(a) leitor(a) do meu blog, um exemplar do livro A lista de Schindler do autor Mietek Pemper. Basta responder no formulário abaixo, a seguinte pergunta :

Quem pode ser considerado um herói na atualidade??

A melhor resposta ganha o exemplar.

Regrinhas:
* Morar no Brasil .
* Seguir este blog .
* Seguir o twitter: @mila_umqp . (não é obrigatória)
* Deixar um comentário nesse post.
* Preencher o formulário abaixo.
* Se quiserem divulgar, eu agradeço
(essa não é uma regra, mas não custa né).

E como é a primeira promoção, vou deixar mais tempo para participarem, sendo assim, a promoção irá até dia 02/03.





Resenha do Livro :

A verdadeira e mais completa história sobre a lista de Schindler, que salvou milhares da morte certa, contada por um sobrevivente e importante personagem deste drama, Mietek Pemper, que mesmo sendo judeu atuou como secretário de Amon Goth, o nazista que comandava o campo de concentração. Devido a sua importante atuação em toda a operação de salvamento ele foi consultor do filme a Lista de Schindler de Steven Spielberg. Pemper foi a única testemunha que poderia dar uma visão completa e precisa de operação de Schindler. Seu livro é cuidadoso e triste, contando o triunfo de ambos e da incapacidade de superar a dor.


Boa sorte a todos!